Como desplugar. Viver sem Flash (parte 3).

Ainda na série de posts sobre ações para uma vida mais livre, algumas dicas práticas:

Como desabilitar plugins no Firefox

O Firefox por padrão e até o momento deste post, vem sem Flash Player instalado, portanto se estivermos falando de uma nova instalação, basta recusar. Quando algum balãozinho tipo este que vai abaixo aparecer… apenas responda "Never!".

install flash baloon

Mas se você ja instalou no passado, desabilitar este e outros plugins é bem simples, basta digitar about:addons na barra de endereços (ou pelo menu Tools (Ferrametas) > Add-ons (Complementos) e depois na seção Plugins escolher "Never Activate" para todos eles.

tela complementos

Outra alternativa

E a alternativa para os verdadeiramente corajosos

Como desabilitar plugins no Chrome

1. Antes de mais nada, instale o Chromium

O navegador Chrome possui uma versão com código-fonte aberto, o Chromium. Eu recomendado usar ele ao invés do Chrome padrão do Google.

Uma das vantagens do Chromium em relação ao Chrome, por se tratar de um navegador livre, onde qualquer um tem controle sobre o que roda e qualquer um pode fazer adaptações pessoais e redistribuí-lo, o suporte nativo à tecnologias proprietárias que necessitem de licenças pagas tais quais Flash e H2.64 não fazem parte do código, ou seja, assim como o Firefox o Flash Player não vem instalado, então basta recusar quando um balãozinho tipo o da figura abaixo aparecer.

balão de aviso para instalação do Flash Player

Para instalar o Chromium, faça o download aqui.

2. Desabilitar plugins

Mas se você já instalou o plugin do Flash e quer desinstalar, ou não quer migrar do Chrome para o Chromium por qualquer motivo, a maneira de desabilitar os plugins (e o flash player nativo no caso do Chrome) é simples, digite about:plugins na barra de endereços e desabilite todos.

tela com todos os plugins desligados

Mas como acessar vídeos depois de desabilitados os plugins?

Youtube

Para videos do youtube, eu uso o sensacional youtube-dl, baixar o video todo antes de assistir e deixar guardado em sua máquina uma cópia de tudo que você viu ultimamente é bem interessante.

Se a linha de comando não é muito atraente para você, inumeras opções de complementos para browser existem que te dão esta funcionalidade de baixar vídeos do youtube, um deles que eu posso recomendar é o UnPlug.

Facebook

Para videos que foram postados para o facebook direto, nao conheço nenhuma ferramenta de linha de comando ou complemento de browser bom para indicar, o método que eu uso é trocar o endereço da pagina pela versão móvel e baixar o vídeo (obrigado Steve Jobs por não permitir Flash no iPhone), abra a pagina individual de um video do facebook, que é uma URL parecida com https://www.facebook.com/photo.php?v=10151870638790745 e troque www por m, tipo: https://m.facebook.com/photo.php?v=10151870638790745.

Outra alternativa é um serviço online chamado downfacebook.com, o funcionamento é bem simples, abra a pagina individual de um video do facebook, que é uma URL parecida com https://www.facebook.com/photo.php?v=10151870638790745, remova o s do https e substitua o www. por down, a URL fica algo como http://downfacebook.com/photo.php?v=10151870638790745. Na pagina resultante procure pelo link "Descargar en Alta Definicion".

Infelizmente os vídeos do facebook são em formato proprietário, MP4 com codec H2.64, para mudar este quadro você pode tentar deixar um feedback no fórum deles, tipo este aqui, ou convencer alguém que trabalhe la dentro a mudar, ou simplesmente deixar de usar o Facebook que é uma merda mesmo…

Vimeo

O Vimeo é uma bosta.

Se quem publicou o video não configurou a opção de permitir download, muito provavelmente você não vai conseguir assistir sem um Flash player.

O que você pode tentar é o mesmo truque de pedir a versão móvel do site, mas adicionar um /m/ após o vimeo.com da URL não basta porque a bosta do Vimeo usa user agent sniffing também, portanto você precisará de um addon que muda o a string do user agent, algo tipo este aqui resolve, voce pede para ser identificado como "iPhone" e arrisca. Alguns vídeos possuem a versão móvel em HTML5 e podem ser baixados, mas a cada dia o número deles diminui, a bosta do Vimeo desistiu do HTML5. Pensar que eles podem adotar WebM, VP8, VP9 ou Daala no futuro é acreditar em papai noel. Eles não vão.

Para o Vimeo vale a mesma recomendação do Facebook, deixem de usar esta merda.

O FAQ deles possui instruções de como utilizar o ffmpeg ou o gstreamer para tentar assistir videos do site deles no Ubuntu, mas eu nem me dei ao trabalho de tentar.

Fabricio Campos Zuardi

Read more posts by this author.

Subscribe to Egoísmo duplicado

Get the latest posts delivered right to your inbox.

or subscribe via RSS with Feedly!